Avançar para o conteúdo principal

Carta aberta aos benfiquistas impacientes - A-PVasconcelos (exclusivo MG)

Caro Benfiquista
Eu sei que, à semelhança da maioria dos benfiquistas, ferves em pouca água. E, como a maioria dos benfiquistas, és ansioso e depressivo. É natural: os mais velhos, como eu, habituámos-mos a ganhar, a ser um exemplo de desportivismo e a ganhar - pela simples razão de que éramos superiores. Em tudo. Dentro e fora do campo. Mas, quase trinta anos de dirigentes incompetentes e da muita batota que tomou conta do futebol, foram o bastante para nos fazer andar com a cabeça baixa, a viver de ilusões e de promessas, de raros sucessos e de muita frustração. Por isso, os mais novos como tu e como os meus filhos e netos, perdem a confiança com muita facilidade.

Mas gostava que registasses o que te digo: O Benfica ganhou o campeonato, ontem, em Braga. O Porto vai acabar em quarto. O Sporting em terceiro. O Braga em segundo. Talvez não seja exactamente esta ordem, mas acho que não me engano muito. O Benfica já jogou com dois candidatos ao título, fora de casa, e não perdeu. Aliás, esta época ainda não perdeu! Mesmo com apagões (cirúrgicos?), não perdeu. Não te esqueças que tínhamos o jogo dominado quando começou aquela farsa. E foi preciso que o Pedro Proença inventasse aquele penalti para eles conseguirem chegar à baliza! (Aliás, é sempre assim, os árbitros portistas favorecem o Porto, os benfiquistas têm que mostrar que são isentos!).

Já jogámos com dois dos três rivais. E ambos no campo dos adversários, os mesmos que, nos anos anteriores, nos roubaram pontos, em jogos que foram verdadeiras batalhas campais, dentro e fora do estádio. E estamos em primeiro, ex-aequo com o Porto, que só jogou connosco. O Braga também. E o Sporting não jogou com nenhum dos três. Acrescento que já se começa a perceber que o Sporting não tem um futebol consistente e que o Domingos não é o treinador que muitos se precipitaram a pôr no pódio.

O problema do Benfica é que nunca soube respeitar os treinadores portugueses. É curioso que uma equipa que, desde o Cosme Damião, durante anos, fez gala em só ter jogadores portugueses, sempre tenha tido treinadores estrangeiros. E, agora que praticamente só joga com estrangeiros, teve dois dos três melhores treinadores portugueses e não os soube estimar como mereciam: primeiro foi o Fernando Santos, que fez milagres com uma equipa medíocre e sem banco, e agora o Jesus (o outro é, obviamente, o Mourinho, goste-se ou não do futebol das equipas que ele treina). Foram os melhores treinadores que o Benfica teve desde, vá lá, o primeiro Erickson!

O Jesus é um treinador de topo, convence-te disso, mas um treinador que está a fazer a sua habituação ao sucesso e ao convívio com um grande clube e uma grande equipa. Mas o que ele sabe de bola não cabe em dez enciclopédias e em vinte manuais. O modo como ele percebe as qualidades dos jogadores e os potencia é de um fora de série: pensa no David Luíz, no Di Maria, no Fábio Coentrão, agora no Gaitan, e por aí fora, tudo jogadores que ele valorizou de um ano para o outro. O que se passa, este ano, é que ele aprendeu a jogar cínico (Manchester, Porto, Braga), o que tira nota artística às exibições, mas garante resultados. Este ano, além de ganhar o campeonato, vamos longe em todas as provas. E olha que, em relação ao Benfica eu nunca me enganei (Artur Jorge, Vale e Azevedo, Fernando Santos, Camacho, Quique, agora o Jesus). Regista isso e mais esta: muitos benfiquistas, no ano passado, sem tentar perceber o que nos levou àquele mau começo e péssimo final (mas lembra-te que, no meio da época, o Benfica praticou um futebol de luxo), pediram a cabeça do Jesus, esquecendo o que ele fizera em 2009/10! E posso dizer-te com orgulho que fui um dos que sempre o defendeu contra ventos e marés; e, sobretudo, contra os que pediam a sua cabeça.

Só acrescento uma coisa: o Benfica, este ano, só tem um problema: não tem substitutos para os centrais, e não tem um lateral esquerdo! A equipa fica coxa, sobretudo com o modelo de jogo do Jesus: só ataca pela direita, e fica nas mãos (aliás, nos pés) do Maxi Pereira, que é um jogador esforçado (que o Jesus fez crescer muito), mas que não é o Coentrão. E o Emerson também é um jogador esforçado, mas que não sabe subir com bola e que, por muito trabalho que se faça, dificilmente nos resolve esse problema. O que significa que, provavelmente, temos que ir ao mercado em Janeiro fazer este ajustamento, a menos que o Jesus, neste três meses que tem pela frente, com a matéria prima que tem à disposição, fabrique um lateral esquerdo, como fez com o Fábio Coentrão.

Mas isso são pequenos problemas, ao lado da grande equipa que o Jesus está novamente a fabricar (e não te esqueças que nos falta o Enzo Perez, que seria um titular indiscutível).
Mas, caro benfiquista, acredita em mim: este ano, se não houver batota por fora, vamos ser campeões. E, daqui para a frente, se estivermos unidos e mantivermos a confiança na equipa e no seu treinador, podemos estar no começo de uma nova era de Glória, de liderança e de vitórias.
Um abraço

António-Pedro Vasconcelos, in MasterGroove

Partilhe este artigo

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
Comentários
29 Comentários

Comentários Blogger

  1. Custa-me acreditar. Mas se assim fosse, seria perfeito.
    Neste momento não estou com toda esta esperança. Estamos mal, há que reconhecer. E Jesus não tem potenciado o que pode e deve.

    http://simaoescuta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Perfeito!

    Quem sabe nunca esquece. Grande abraço A-PV!!

    ResponderEliminar
  3. O Luísinho do Paços de Ferreira tem carateristicas do Coentrão. Pode ser muito melhorado pelo JJ que é expert na matéria. E não comecem já a gozar com a ideia pois também ninguem imaginava que o Coentrão alguma vez viesse a ser lateral esquerdo e aprendeu a matéria num instante.

    ResponderEliminar
  4. Estou de acordo em parte com o que foi escrito, eu tambem sou dos que sempre defendeu que o Jorge Jesus devia e deve continuar no Benfica, por mais anos. No entanto este ano preocupa-me bastante o facto de termos banco, e rotação do plantel não ser a mais equilibrada. Mas o que mais me preocupa é que quando nao temos Aimar... a nossa fluidez de jogo é escassa.

    Acho esta situação absurda pois temos jogadores no actual plantel que podem fazer esse papel (Bruno Cesar e Gaitan) e este posicionamentos nunca foram vistos nestes jogadores.

    Se estes dois nao fazem o lugar devidamente, acho da maior urgencia arranjarmos um nº10 pois ao Aimar so lhe faltam 7 meses de contrato... e em principio ira para a Argentina.

    Saudações Benfiquistas.

    Atenciosamente

    PMCG

    ResponderEliminar
  5. Optimo artigo...
    Totalmente de acordo, o Benfica tem tido um calendário muito mais complicado do que o resto, não diria que as coisas estão tão bem encaminhadas assim, mas depois dos próximos jogos, Sporting em casa e Maritimo fora, se tivermos em primeiro o meu óptimismo aumentará significamente...de acordo também em relação a Jorge Jesus, tem feito um grande trabalho, e consegue "tirar" um rendeminto de certos jogadores que se estivessem noutras paragens....não sei não.

    ResponderEliminar
  6. Eu acredito...Já somos dois A-PV. Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Muito bom e dá uma lição a muitos benfiquistas que parecem tudo saber, mas que apenas vivem para criticar!
    Há sempre duas formas de ver o copo; meio cheio ou meio vazio! muitos só conseguem vê-lo vazio o que prova que são pior que os cegos, pois só vêem aquilo que querem!
    Obrigado A-PV por ajudar a tirar cegueira voluntária de muitos!
    Obrigado Master por dares à estampa este magnifico momento de lucidez!

    ResponderEliminar
  8. Tenho a mesma opinião do A-PV.
    Basta ver as tentativas feitas hoje para esconder o que se passou ontem.
    Que já fomos aos piores campos do campeonato e ainda não perdemos.
    Eu fiquei com a mesma sensação. Depois de ontem, depois de tantas tentativas frustradas para nos fazer perder a paciência, nem assim ganharam, nem assim nos derrubaram. Eu também tenho essa certeza. Depois de ontem 33 ficou mais perto.

    ResponderEliminar
  9. Excelente texto!!!Tenho a mesma opinião e optimismo!!!FORÇA BENFICA!!!

    ResponderEliminar
  10. Guerreiro,

    Óptimo comentário.
    A questão é essa: temos banco, mas de pouco serve. A rotação é anedótica.
    Contra uma equipa sem laterais, jogamos sem extremos, quando devemos ter os melhores do campeonato.
    E porque razão não joga Nico ou Bruno a 10 (quando Aimar não pode)? Nunca vimos isto. Porquê? Temos de contratar outro 10 para Jorge Jesus continuar a colocar um 10 na direita e outro na esquerda?

    Eu acredito sempre. E estou sempre presente. A perder dinheiro em viagens para Dublin e tudo.
    Mas temos de ser críticos com os nossos quando é necessário. Já contra o Basileia foi catastrófico. Uma equipa que perde o meio-campo vai tirar um centrocampista para colocar um avançado? Nem nos distritais.

    benfiquinha nunca mais. Benfica, sempre.

    http://simaoescuta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Águia Preocupada07 novembro, 2011 21:06

    Gostava imenso, muito mesmo, de ter a mesma opinião! Infelizmente, o que tenho visto, não me dá assim tanto optimismo! A-PV diz que já fomos aos estádios mais difíceis e não perdemos! É verdade! Mas também não ganhamos... E pior, ainda só ganhámos 1 jogo a norte... o que parece ser uma tradição...
    Oxalá A-PV tenha razão!

    ResponderEliminar
  12. Eu não tenho criticado no meu blog até ver resultados palpáveis, temos ganho mas sabemos o que move o futebol em que nos encontramos. O Porto nunca ficará abaixo do top-3, porque tem 3 equipas a trabalhar para o mesmo no mesmo jogo, a da fruta, a dos árbitros e a dos jogadores...

    ResponderEliminar
  13. Oxalá Cineasta...OXALÁ !!!!

    Mas há por aí um xistrema/Olarapioso que tem tomado de nós e que ainda não morreu...penso eu de que...

    ResponderEliminar
  14. Obrigado por tao sabias e calmas palavras!!!

    ResponderEliminar
  15. Vou guardar para memória futura (Maio de 2012)

    ResponderEliminar
  16. Brilhante texto caro António, fantástico o qual assino por baixo.

    ResponderEliminar
  17. Mais um grande serviço publico do MasterGroove.

    O A-PV acerta na mouche!!!

    ResponderEliminar
  18. quero ver amanhã se o Júlio Machadon Vaz vai passar mais um programa sem defender o Benfica à séria!!! como se estivesse numa mesa de um café!

    ResponderEliminar
  19. Nem mais, julgo que alguns benfiquistas são o pior inimigo do benfica, julgam que isto era como há 30 anos atrás e que o Benfica joga sozinho, sem adversários e que é tão grande, tão grande que tem de ganhar sempre 15 a 0, enfim.

    ResponderEliminar
  20. Hum. Vamos lá ver em Maio. Oxalá esteja certo. Mas o nosso futebol do momento é pobre demais para ir tão longe quanto diz. E fala aí do Mourinho e diz que pode-se não gostar do futebol que as equipas dele praticam, mas as equipas do Mourinho denotam uma leitura táctica praticamente perfeita, não compare com as equipas do Jasus, que qualquer puto que ainda agora era adjunto lhe dá banho tátctico.
    Oxalá tenha razão.

    ResponderEliminar
  21. Concordo totalmente com o APV. Os benfiquistas têm de defender e apoiar o Benfica. Se não foram eles a fazê-lo, quem o defende? Os andrades e os lagartos? O pior inimigo do Benfica está dentro dele.
    É o bipolarismo. Que pode ser curado com uma visita a um psiquiatra.

    Copiem os bons exemplo que vêem de fora. Não custa nada. Vejam o que os adeptos do Arsenal e do MU fizeram quando os seus clubes foram goleados em casa. Não mudaram nem criticaram o treinador. Não mudaram nem criticaram os jogadores. Pelo contrário, deram um VOTO DE CONFIANÇA em quem os comandava e vejam agora que em pouco tempo conseguiram dar a volta por cima.

    É assim que fazem as pessoa inteligentes. É assim que fazem os verdadeiros adeptos, os adeptos com A grande. Nada de euforias, muito humildade, sem bazófias tão próprias dos benfiquistas, e apoio sem cessar! Esta é a receita para o sucesso!

    ResponderEliminar
  22. Volte logo ao Trio d'Ataque, sinto falta destas suas opiniões com regularidade. O Júlio Machado Vaz é um ótimo psiquiatra, mas (ainda) não sabe cuidar dos benfiquistas como o Antônio-Pedro Vasconcelos!

    ResponderEliminar
  23. O Trio d'Ataque já foi.Após a troca nunca mais o vi,O psiquiatra foi escolhido a dedo para não dar luta.Boicoto o programa.Gostava de estar tão confiante.Mas as proençadas,olegários,xistremase afins continuam o gamaço.O deste fim de semana meteu nojo.E o LFV ainda nada disse mas o FGomes já veio dizer que está satisfeito.Pensei que eram os benfiquitas que se deviam pronunciar pelo seu presidente,Que ainda não abriu a boca.Só me resta a arma do voto.

    ResponderEliminar
  24. mas eu queria e devia o jorge jesus e principalmente o horrivel vieira ganhar no dragay, axa e alvalade

    ResponderEliminar
  25. O cineasta APV é uma pessoa que fala afinal como qualquer outro adepto, só que entende que as suas ideias são melhores. Desde já, confesso que nunca gostei de si, desde que o vi ao lado do Sr.º Joaquim após um almoço no antigo Tavares Rico, onde o APV foi perguntar se o custo mensal da Sporttv era o que se dizia no programa dos Donos da Bola.

    Ao longo dos anos, o Sr.º APV deu-se ao luxo de queimar treinadores apenas e só porque não gostava do futebol que as suas equipas praticavam. Como Quique Flores. Porque entende (está no seu direito) que o Benfica deve jogar "bem" e ganhar "muito bem". Abaixo disso, não consegue ver erros de árbitros que impedem o Benfica de jogar um pouco melhor. Eu confesso a minha ignorância futebolística, por isso limito-me a gostar de ver as camisolas a saltar no relvado. E por isso consigo ver os erros dos árbitros. E acima de tudo a sua direccionalidade de manual.

    Mudam-se de treinadores, mudam-se jogadores, mas o manual de arbitragem mantém-se. E comentadores como APV acham que não há nada a fazer excepto jogar ainda melhor. Errado. Um jogo de futebol são 3 equipas e duas delas conluiadas podem com facilidade ganhar à outra melhor apetrechada. As 2 derrotas em Braga (com Jesus) para o campeonato deviam fazer pensar um pouco sobre isto.

    Não sei o que é jogar ao ataque, o que é jogar à defesa, apenas sei que marcando 1 golo e o adversário não, os 3 pontos vêm para cá e os niveis de confiança da nossa equipa crescem. E os dos adversários descem. Não sei ver futebol de outra maneira.

    Por isso com Quique ou Jesus, o que me interessa é ganhar. Desta vez não foi possível, mas fizemos 1 ponto e tiramos 2 ao Braga. Continuamos em 1º lugar e estamos a praticar um futebol de boa qualidade nas transições defesa/ataque e vice versa. A espectacularidade foi-se com Di Magia, mas interessa manter a eficácia: 1 golo, 3 pontos. O resto vem depois.

    As contas que APV faz. Também eu já tinha feito. Quanto mais os adeptos acreditarem, mais difícil é os árbitros roubarem. E interessa ganhar todos os jogos na Luz. Logo interessa que os adeptos acreditem. Ora se isso é bom para o Benfica é mau para o sistema. Então há que por os jornais e jornalistas a criarem casos para dividir os benfiquistas. É o Luisão que ficou amuado, é o Cardozo que não se esforçou, etc. E já temos um novo Nuno Gomes, é o Rodrigo: marca golos de X em X minutos. Claro que em Braga acabaram as contas dos mn do Nuno Gomes. Não está no guião da desestabilização.

    A SAD deve 157 milhões a bancos. A SAD consolidada deve 233 milhões. Pagamos de encargos financeiros 18 milhões no ultimo ano. Vendemos o Di Magia por 25 milhões (o resto foi para pagar o Rodrigo e o ... Alipio) só para lembrar a comparação. Esse novo "jogador" chamado "JUROS" custa muito, mas joga pouco. E o Sr.º APV já fala em ir ao mercado porque o Jardel não é fotogénico, até veio do Olhanense, e o Miguel Vitor coitado, tem de continuar a rodar a ver se "cresce"... Haja dinheiro, alguém paga ... e se não pagarmos vendemos qualquer coisa soa bancos, agora jogar para ganhar 1-0 isso é que não ...

    Depois elogia o FCP e a sua capacidade de descobrir talentos, etc, quando o FCP ganha jogos em Guimarães como ganhou, ao Gil Vicente como ganhou, etc, e mesmo sem outros factores, o Benfica estava isolado em 1º lugar e o Sr.º APV não iria falar dos centrais nem do defesa esquerdo ...

    ResponderEliminar
  26. eagle01, neste artigo onde é que o A-PV elogia o fcp? mas que grande confusão o seu comentario.. foge completamente ao assunto do post... mas enfim!

    ResponderEliminar
  27. anónimo, insultos aqui, NÃO!!!

    Olha que o Jorge Coroado não concorda contigo!

    ResponderEliminar
  28. Concordo com tudo o que diz. Acho que temos alguns jogadores que ainda se estão a integrar na equipa e nota-se alguma desconcentração em jogos importantes. De resto noto um Benfica com uma "leve" vantagem para ser Campeão.

    Saudações Benfiquistas.

    ResponderEliminar
  29. Só há uma coisa que o nosso amigo APV se esqueceu de comentar, é que temos "SÓ" o lateral esquerdo actual campeão da europa e do mundo, de seu nome Capdevilla e ninguém explica porque é que JJ o está a queimar só porque quando da contratação JJ não a recomendou e agora faz finca pé com Vieira e Rui Costa prejudicando de sobremaneira o Benfica e o jogador ....

    Gaspar Costa

    http://atsiuqifnebres.blogspot.com

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares

Pinto da Costa ARRASADO na RTP

Júlio Machado Vaz e Rui Oliveira e Costa respondem à CALÚNIA (aqui) de Pinto da Costa: "O Benfica era o clube do fascismo".

Veja, no final do video, a brutal resposta ao pirralho do Guedes: "Tens sorte porque ganhaste em liberdade, mas se tivesses perdido também tinhas sorte, sabes?!"

Para que conste: o SLBenfica teve na sua direcção homens como Cosme Damião, Félix Bermudes, Manuel da Conceição Afonso, João Tamagnini Barbosa e Borges Coutinho, notórios democratas, homens de esquerda, sindicalistas e activistas. Em 33 presidentes da Direcção, o Benfica só teve 1 elemento ligado ao Estado Novo: Mário Madeira, mas e só depois de este ter deixado o cargo de governador civil de Setúbal.

No FCPorto é uma chusma deles ligados ao Fascismo! Presidentes da Direcção do FCP e em promiscuidade com cargos como deputados da União Nacional: Urgel Horta, Cesário Bonito, Ângelo Veloso; e ministro de Instrução: Augusto Pires de Lima. Para lá de outros pertencentes ao Fascismo Regiona…

António Oliveira faz denúncias GRAVÍSSIMAS

"Mário Figueiredo foi o único que tentou quebrar o totalitarismo do poder" - referiuAntónio Oliveira este domingo no Trio de Ataque.

Afirmou que Luís Duque está a prazo como presidente da Liga... "ele foi juntar-se à "pandilha" que continua a governar totalitáriamente e a mandar no futebol português, não deixando que o futebol passe desta pasmaceira, desta agonia".. disse.

Oliveira acusa a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e várias empresas de, deliberadamente, terem boicotado os patrocínios à Liga de Mário Figueiredo.

O túnel da Madalena - O túnel da corrupção!

O túnel da “Madalena”, cujo início da construção data de meados da década de 80 do século passado, é uma cópia fiel, mas muito mais refinada, de um, bem mais antigo, o das Antas - esse túnel tenebroso onde se simulava a sodomização dos árbitros e que foi um altar de mêdo, boçalidade, coacção e violência.

Um túnel apetrechado com um sistema de fios condutores “com tecnologia de ponta”, onde todas as chamadas telefónicas partiam ou chegavam à cabine controleira de Giorgio.

Augusto Duarte e António Araújo, suspeitos aventureiros da noite, atravessaram-no, seguindo sempre, sempre em frente, e numa escuridão total, sem um único clarão, trouxeram do seu interior o envelope mágico, uma simples folha de papel que à luz do dia se transformou em cinco notas de quinhentos euros.

Jacinto Paixão, José Chilrito e Manuel Quadrado provaram no lusco-fusco desse túnel, os sabores de sexo oferecido, numa volúpia louca e corrupta de triste desfecho.

Martins dos Santos, ao palmilhá-lo com subserviência dur…

Calúnia é crime! Isto não pode passar em claro

Pinto da Costa na Afurada  11 Maio 2012"O Benfica era o clube do fascismo!"




A propaganda nazi sabia que “uma mentira repetida mil vezes se tornava verdade”. Era o que dizia o senhor Goebbels, o sinistro ministro da propaganda de Hitler. Pinto da Costa, há anos que lê da mesma cartilha e usa os mesmos métodos. Por exemplo, à força de repetir que o “seu” clube foi fundado em 1893, quando na verdade foi fundado apenas em 1906. (comprovar aqui - e no video)
O Sr. Pinto da Costa montou uma ficção e vive nela. Ao contrário dos rivais de Lisboa, que escolheram animais existentes para símbolo dos seus clubes (a águia e o leão), o Sr. Pinto da Costa inventou um animal mitológico e faz crer aos portistas que ele existe: um dragão! Ora os dragões têm referido repetidamente que o Benfica ganhava sempre no passado porque era “o clube do Regime”, e agora o seu Chefe chegou ao desplante de dizer que era “o clube do Fascismo”! A calúnia é crime, meus senhores, e o Benfica devia pôr um proc…

Amigos, é ainda PIOR !!

Afinal não era a troika, é o bando dos quatro: o cancro, o ministro, o corrupto e o pusilânime!

Agora sim, o quarteto está completo e não falta ninguém.. sim, nem a Judite de Sousa - aquela dos deveres conjugais, que privou o Seara (coitado) de assistir à final da Taça da Liga!. Mas que raio de benfiquista é este?!?
Adenda 1: Só falta mesmo o Pedro Proença! Adenda 2: Confirmação da noticia.

António-Pedro Vasconcelos: Rival ou inimigo?

Perante o silêncio cúmplice com que a Direcção do SCP e a maioria dos comentadores afectos ao clube de Alvalade acompanharam, nestes últimos anos, os castigos do processo do Apito Final e as absolvições do Apito Dourado, muitas vezes me tenho perguntado: será que já não há sportinguistas decentes, que não confundem o RIVAL com o INIMIGO?





Nestes últimos anos, depois de Dias da Cunha ter denunciado o SISTEMA e ter chamado os bois pelos nomes, a cumplicidade com o FCP por parte das direcções que se lhe seguiram (Filipe Soares Franco e, agora, Bettencourt) foi demasiado evidente: o inimigo era o Benfica e tudo o que servisse para atacar o Glorioso era bem-vindo, nem que para isso tivessem que pactuar com a batota e associar-se ao clube cujo presidente se gaba de ter deixado Bettencourt de mão estendida e lhes levou o Ruben Micael, o Moutinho e mesmo o treinador que eles julgavam que iam exibir este ano como um D. Sebastião: o Villas-Boas. E tudo o Porto levou!

A cumplicidade era tão gran…

Obra-prima de Talisca

Benfica 1-0 Rio Ave

Casagrande no programa de Jô Soares

"Quando cheguei à Europa, no dia em que me estreei pelo FC Porto, um jogador chegou ao pé de mim e avisou-me que ia jogar. Fiquei contente. Mas depois ele disse-me: ‘tens de passar ali atrás, que tem ali um negócio para usar’. Fui lá e usei. Usei umas quatro vezes. Era algo injetável no músculo. Dava uma disposição acima do normal".

Jô Soares: E controle anti-doping?
Casagrande: Não tinha!

Facebook

Etiquetas

Mostrar mais