Avançar para o conteúdo principal

Factor X: Estupidez e Arrogância de Paulo Ventura

David Dias, 22 anos, participou no programa Factor X com uma admirável interpretação do tema "Hallelujah" de Leonard Cohen. Inacreditavelmente, apenas conseguiu convencer um elemento do júri - a jurada Sónia Tavares, que se opôs ferozmente contra os imbecis comentários dos dois outros juízes. E a eliminação (absurda) só não se concretizou, graças a uma segunda música que o concorrente cantou (em mais uma excelente interpretação), obtendo dessa forma o "sim" que faltava. Felizmente fez-se justiça.
Contudo, esta estúpida intransigência do jurado Ventura revelou tão grande ignorância que, (além de deixar Sónia Tavares e plateia à beira de um ataque de nervos) suscita sérias dúvidas quanto à sua competência para ser juiz de um concurso desta dimensão.

Depois deste deplorável episódio, só há duas coisas a fazer: Pedir desculpa ao jovem David e despachar o Ventura, quiçá para os programas idiotas e ordinários da TVI. Ventura está no local errado, não tem o Factor X para ser jurado. Quem lhe deu equivalência!?

Polémicas à parte, a verdade é que estamos na presença de um promissor músico e cantor.
Vale a pena ouvir. 


Bravo..! David Dias, e obrigado Sónia Tavares.

Partilhe este artigo

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
Comentários
9 Comentários

Comentários Blogger

  1. N vivo em PT por esse motivo n tenho tenho oportunidade de ver o X Factor PT. Adoro ver programas de talento, vi esta peça e o rapaz tem uma voz mto boa que pode vir a ser excelente. Nota-se falta de rodagem, estaleca, por ventura os nervos influenciaram a performance. Agora a critica desse sr é medonha, n sem quem é a pessoa mas leva-me a duvidar da capacidade de apreciação que tem que existir num programa destes, deteção de talentos. Vendo shows como o The Voice US, UK o X Factor, Idols, etc, se há algo que eles procuram é realmente a versatilidade das vozes, alcance, manipulação dos originais dando-lhes um toque pessoal e inimitável. Foi o que este rapaz fez e muito bem, sendo por isso criticado pelo sr que eu não conheço.

    Excelente voz, sejam bem vindas vozes destas á cultura portuguesa.

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma questão de opinião, para mim o que esse rapaz fez a essa música é puro terrorismo musical, se calhar devias ouvir o original ou a versão do jeff buckley para enteder isso.

      Ele nem tem má voz, mas para mim assassinou uma música perfeita.

      Eliminar
    2. O que ele fez foi mostrar as várias potencialidades da sua voz, introduzindo falsetos, vibrattos e outros 'etos' vocais, mostrando o alcance e capacidades da sua voz. Fez um excelente trabalho.

      Versões desta música se fizer uma busca na internet vai encontrar ás centenas pelos mais variados artistas profissionais e amadores para todos os gostos.

      Insisto que ele fez o que é procurado em todos os concursos de talentos por júris consagrados, assim como Tom Jones, Christina Aguilera, C Lo Green, etc só para citar alguns.

      Termino como comecei, excelente trabalho deste rapaz.

      Eliminar
  2. Ou seja, há uma "vaca sagrada" em música .... o próprio tema ..... e ou é perfeito ou não presta! Não se toca! Até parece que é uma final de profissionais e não se pode tocar! É uma profanação! E são uns "profissionais" que estão a criticar!

    ResponderEliminar

  3. Alleluia só conheço em gregoriano, agora quem devia ser ""assassinado" mais as suas mariquices era lá o rapazola do juri.

    O moço tem boa voz, canta e toca bem e tem formação na área sendo até licenciado nesta arte.

    ResponderEliminar
  4. Master Groove,

    É que realmente isto é de bradar aos céus. O mais engraçado é que imaginei no lugar do "puto" o Miguel Rosa / Miguel Vítor / David Simão / outros-putos-talentosos-perdidos-nos-castings-prá-equipa-principal-do-Benfica, e não é que a imagem cola na perfeição?!

    Só gostava era de saber quem foi a nossa "Sónia Tavares" para que esses miúdos que referi tivessem permanecido dos 18 aos 23-24 anos no Benfica na situação em que se encontravam...

    ResponderEliminar
  5. Master ....
    que perda de tempo este post, tanto na defesa do rapaz, como na crítica ao Paulo. Adoro o programa, acho que é do melhor que se tem visto nesta área, seja ao nível dos participantes, como do júri ... o mais perdido neste cenário é mesmo o Manzarra. Cmp.

    ResponderEliminar
  6. o gajo queria era que o miúdo chorasse enquanto cantava! .Estupidez e arrogância não tem nada a ver! Era fixe que este juri fosse só estúpido e arrogante! mas... Dois contra um... mais vale um contra cinco. O puto canta muito bem!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares

Pinto da Costa ARRASADO na RTP

Trio d'Ataque 15 Maio 2012

Júlio Machado Vaz e Rui Oliveira e Costa respondem à CALÚNIA (aqui) de Pinto da Costa: "O Benfica era o clube do fascismo".

Veja, no final do video, a brutal resposta ao pirralho do Guedes: "Tens sorte porque ganhaste em liberdade, mas se tivesses perdido também tinhas sorte, sabes?!"

Para que conste: o SLBenfica teve na sua direcção homens como Cosme Damião, Félix Bermudes, Manuel da Conceição Afonso, João Tamagnini Barbosa e Borges Coutinho, notórios democratas, homens de esquerda, sindicalistas e activistas. Em 33 presidentes da Direcção, o Benfica só teve 1 elemento ligado ao Estado Novo: Mário Madeira, mas e só depois de este ter deixado o cargo de governador civil de Setúbal.

No FCPorto é uma chusma deles ligados ao Fascismo! Presidentes da Direcção do FCP e em promiscuidade com cargos como deputados da União Nacional: Urgel Horta, Cesário Bonito, Ângelo Veloso; e ministro de Instrução: Augusto Pires de Lima. Para lá de outros pe…

António Oliveira faz denúncias GRAVÍSSIMAS

"Mário Figueiredo foi o único que tentou quebrar o totalitarismo do poder" - referiuAntónio Oliveira este domingo no Trio de Ataque.

Afirmou que Luís Duque está a prazo como presidente da Liga... "ele foi juntar-se à "pandilha" que continua a governar totalitáriamente e a mandar no futebol português, não deixando que o futebol passe desta pasmaceira, desta agonia".. disse.

Oliveira acusa a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e várias empresas de, deliberadamente, terem boicotado os patrocínios à Liga de Mário Figueiredo.

António Oliveira em 2 Novembro 2014

Calúnia é crime! Isto não pode passar em claro

Pinto da Costa na Afurada  11 Maio 2012"O Benfica era o clube do fascismo!"




A propaganda nazi sabia que “uma mentira repetida mil vezes se tornava verdade”. Era o que dizia o senhor Goebbels, o sinistro ministro da propaganda de Hitler. Pinto da Costa, há anos que lê da mesma cartilha e usa os mesmos métodos. Por exemplo, à força de repetir que o “seu” clube foi fundado em 1893, quando na verdade foi fundado apenas em 1906. (comprovar aqui - e no video)
O Sr. Pinto da Costa montou uma ficção e vive nela. Ao contrário dos rivais de Lisboa, que escolheram animais existentes para símbolo dos seus clubes (a águia e o leão), o Sr. Pinto da Costa inventou um animal mitológico e faz crer aos portistas que ele existe: um dragão! Ora os dragões têm referido repetidamente que o Benfica ganhava sempre no passado porque era “o clube do Regime”, e agora o seu Chefe chegou ao desplante de dizer que era “o clube do Fascismo”! A calúnia é crime, meus senhores, e o Benfica devia pôr um proc…

Amigos, é ainda PIOR !!

Afinal não era a troika, é o bando dos quatro: o cancro, o ministro, o pusilânime... e o corrupto!!


Agora sim, o quarteto está completo e não falta ninguém.. sim, nem a Judite de Sousa - aquela dos deveres conjugais, que privou o Seara (coitado) de assistir à final da Taça da Liga!. Mas que raio de benfiquista é este?!?
Adenda 1: Só falta mesmo o Pedro Proença! Adenda 2: Confirmação da noticia

O túnel da Madalena - O túnel da corrupção!

O túnel da “Madalena”, cujo início da construção data de meados da década de 80 do século passado, é uma cópia fiel, mas muito mais refinada, de um, bem mais antigo, o das Antas - esse túnel tenebroso onde se simulava a sodomização dos árbitros e que foi um altar de mêdo, boçalidade, coacção e violência.

Um túnel apetrechado com um sistema de fios condutores “com tecnologia de ponta”, onde todas as chamadas telefónicas partiam ou chegavam à cabine controleira de Giorgio.

Augusto Duarte e António Araújo, suspeitos aventureiros da noite, atravessaram-no, seguindo sempre, sempre em frente, e numa escuridão total, sem um único clarão, trouxeram do seu interior o envelope mágico, uma simples folha de papel que à luz do dia se transformou em cinco notas de quinhentos euros.

Jacinto Paixão, José Chilrito e Manuel Quadrado provaram no lusco-fusco desse túnel, os sabores de sexo oferecido, numa volúpia louca e corrupta de triste desfecho.

Martins dos Santos, ao palmilhá-lo com subserviência dur…

«Bruno de Carvalho devia ir para o manicómio» Dias da Cunha

Dias da Cunha disse, nesta quinta-feira, que Bruno de Carvalho "devia ir para o manicómio". Em declarações à Antena 1, o ex-presidente do Sporting considera que a ida de Jorge Jesus para o Sporting é "absolutamente inacreditável".


António-Pedro Vasconcelos: Rival ou inimigo?

Perante o silêncio cúmplice com que a Direcção do SCP e a maioria dos comentadores afectos ao clube de Alvalade acompanharam, nestes últimos anos, os castigos do processo do Apito Final e as absolvições do Apito Dourado, muitas vezes me tenho perguntado: será que já não há sportinguistas decentes, que não confundem o RIVAL com o INIMIGO?





Nestes últimos anos, depois de Dias da Cunha ter denunciado o SISTEMA e ter chamado os bois pelos nomes, a cumplicidade com o FCP por parte das direcções que se lhe seguiram (Filipe Soares Franco e, agora, Bettencourt) foi demasiado evidente: o inimigo era o Benfica e tudo o que servisse para atacar o Glorioso era bem-vindo, nem que para isso tivessem que pactuar com a batota e associar-se ao clube cujo presidente se gaba de ter deixado Bettencourt de mão estendida e lhes levou o Ruben Micael, o Moutinho e mesmo o treinador que eles julgavam que iam exibir este ano como um D. Sebastião: o Villas-Boas. E tudo o Porto levou!

A cumplicidade era tão gran…

Obra-prima de Talisca

Benfica 1-0 Rio Ave