Avançar para o conteúdo principal

Pulhice na RTP Informação

Pulhice e garotice no Trio d'Ataque
Ontem, os responsáveis pelo programa Trio d’Ataque, na RTP informação, mostraram mais uma vez a pulhice que a norte, grassa naquele canal público.

Uma corja situada nos estúdios portuenses, dando uma cobertura nojenta ao clube condenado por corrupção, ocultando imagens, escondendo toda a porcaria, truncando factos e insinuando e especulando sobre todo e qualquer assunto que diga respeito ao Benfica, apoucando-o com intencionalidade, tem cumprido a missão que lhe foi confiada, com zêlo e fidelidade canina.

Hugo Gilberto é a face visível desse iceberg imundo, dando a cara com uma desfaçatez absolutamente incrível.

Hugo Gilberto, ao colaborar na farsa que foi a edição de um extracto da entrevista dada por Eusébio a propósito dos seus 70 anos de vida e que irá para o ar na RTP 1 na noite de hoje, dia do seu aniversário, constituiu-se como um reles pulha ao nível de muitos que proliferam no submundo da cidade que lamentàvelmente o alberga.

Hugo Gilberto e a gentalha que se esconde na sua retaguarda, distorceram os factos e criaram um clima de suspeição e infâmia sobre Eusébio e o próprio Benfica a todos os títulos inadmissível.

Para esta corja de títeres, moços de fretes de um bando que ofereceu putas a árbitros, pagou viagens ao Brasil e quinhentinhos, - não me esqueço como Hugo Gilberto num programa anterior cobardemente se negou a falar das escutas que enterraram e incriminaram o seu grémio e o seu execrável presidente até ao pescoço - em que a corrupção foi a palavra de ordem durante muitos anos, que conseguiu até aldrabar o Papa e a sua côrte e que tem feito nos últimos trinta anos toda a espécie de tropelias, vale tudo!

Júlio Machado Vaz que tem sido sagaz no jogo rasteiro pregado por Hugo Gilberto, ainda “mordeu o isco”, não se apercebendo da cilada que estava a ser armada. No entanto, ainda foi a tempo de emendar a mão, usando da sua habitual fleuma e lisura de processos.

No entanto, o “garoto das caneladas”, esse rapazola que me faz lembrar aquele malandrito de urinol de beata ao canto da boca apanhada do chão, junto a uma sarjeta repleta de escarros, um tal Miguel Guedes, aproveitando-se maldosamente da situação, tergiversou alarvemente sobre o tema com tal lábia, que se esqueceu que ele próprio carrega às suas costas trinta anos de trapaça, corrupção, putas e subornos da agremiação que desvairadamente tanto idolatra. Um canalhita da pior espécie tal qual um qualquer Pidá da ribeira do Douro.

O espectáculo de ontem foi degradante, e culminou com a intervenção lastimável de um indivíduo inqualificável que se referiu a Eusébio de uma forma que o rebaixou como pessoa e cidadão.

Rui Oliveira e Costa é um indivíduo que não consegue disfarçar as suas insuficiências e boçalidades. Quando no penúltimo programa o ouvi falar em “frissuras” e o Machado Vaz na primeira oportunidade, de uma forma diplomática tentou corrigi-lo, pronunciando correctamente a palavra – “fissura”, neste caso – e o pateta continuou a incorrer no mesmo lapso nem se apercebendo da forma subtil como o seu colega de painel o tentou corrigir, está tudo dito.

Júlio Machado Vaz teve neste programa e no programa anterior uma excelente oportunidade de arrasar estes animais. A sua elevada postura, a sua cultura, a sua sabedoria, travaram-lhe supostamente esse ímpeto. Mas pelo menos serviria para exemplificar algumas patologias do seu foro – JMV é psiquiatra e bem poderia fazer-nos esse grande favor. Primeiro, agarrava no tal Miguel Guedes pela mão e devagarinho, com carinho, tal como se faz a qualquer garoto com alguma deficiência psíquica, internava-o imediatamente na enfermaria 4 do Conde de Ferreira. Quanto ao Costa das sondagens, em qualquer congresso de psiquiatria, apresentá-lo-ia como um case study tão igual àquele que eu vi nesse mesmo hospital, quando um “utente” em regime de semi-liberdade passeava pelo jardim da enfermaria com uma lata de atum “Bom Petisco” pela arreata e ao passar pelo médico de serviço se virava para ela e com toda a naturalidade dizia:

-“Bobby, anda Bobby que já enganámos outro”!

A mim, Companheiros, estes nunca me enganaram, nem nunca me enganarão!

Só falta a corja corrupta de “Palermo” tomar de assalto a dita estação televisiva, isto se já não foi mesmo tomada!


A CÉLEBRE HISTÓRIA QUE O EUSÉBIO ONTEM CONTOU
Com estes olhos que a terra há-de comer, vi e presenciei esse célebre jogo em Aveiro. Foi a 5 de Janeiro de 1977 numa tarde solarenga. Com as carruagens repletas de Benfiquistas arranquei no comboio especial com mais dois indefectíveis, da estação de S. Bento rumo a Aveiro. Dia de semana com o estádio Mário Duarte a abarrotar. Vi o jogo e vi Eusébio. Vi José Henrique e Chalana. Vi Chalana marcar um dos melhores golos da sua vida de futebolista – José Henrique passou-lhe a bola com as mãos, ainda à entrada da nossa área, e Chalana, correu, correu, fintando este, aquele, aqueloutro, mais um, mais dois, todo o mundo incluindo o guarda-redes adversário, entrando com a bola pela baliza dentro! Um delírio!

Foi o 1-0 para o Benfica num jogo que terminou empatado a 2-2!

Vi também Eusébio no ocaso da sua carreira, e vi, sim senhor, a sua recusa na marcação de um livre, cirùrgicamente marcado pelo apitadeiro de serviço - Melo Acúrsio, do Porto, como não poderia deixar de ser - nos derradeiros instantes da partida.

Mas como disse autênticamente Eusébio na entrevista, nessa altura o contrato celebrado com o Beira-Mar consistia em ser pago por cada jogo que fizesse. Contra o Benfica começou por recusar jogar. Manuel de Oliveira, um lagartinóide convicto insistiu, mas Eusébio avisou-o claramente da sua postura em jogo. Não iria marcar nenhuma grande penalidade nem nenhum livre contra o Benfica. E foi isso que aconteceu.

Lembro-me bem de muitos adeptos Benfiquistas. Mesmo amargurados por ver Eusébio com outra camisola que não a do Benfica – o Beira-Mar jogou com camisola amarela e calção preto - em nenhuma situação, NENHUMA, o assobiaram ou maltrataram. Cada vez que tocava na bola um silêncio arrepiante de angústia e nostalgia percorria as bancadas. Foi impressionante! Vi lágrimas em muitos adeptos Gloriosos Benfiquistas e confesso que eu, nos meus pujantes 22 anos, também me senti entristecido de um facto que me tocou profundamente!

Ah, Grande Eusébio!

A equipa do Benfica nesse jogo:
José Henrique (cap.); Bastos Lopes, Alhinho, Eurico e Pietra; José Luís, Shéu e Vítor Martins (Romeu, 59’); Nélinho (Moinhos, 81’), Néné e Chalana.

A sequência do resultado foi assim:
- 0-1, Chalana (19’); 1-1, Abel (26’); 1-2, Pietra (30’); 2-2 Soares (56’).

O Benfica nessa época de 76/77 foi campeão, deixando o lagartêdo a 9 pontos e o fruta,corrupção & putêdo a 10 pontos. Com o sistema de pontuação que hoje vigora, lagartêdo e corruptos ficariam ambos a 15 pontos!

Vamos lá ver se aquele palermazóide do Guedes terá ficado elucidado sobre a LIMPEZA deste título do Benfica e do próprio resultado de Aveiro. Mas se ele quiser eu explico-lhe mais alguma coisa!

Como nota final, ainda bem que o nosso presidente Luís Filipe Vieira recolocou Eusébio no trono que por direito próprio sempre lhe pertenceu.

Eusébio é um símbolo eterno do Benfica e de Portugal!

E basta de sacanices, Hugo Gilberto!  -  GrãoVasco

Partilhe este artigo

Anterior
Prev Post
Seguinte
Next Post
Comentários
8 Comentários

Comentários Blogger

  1. Grande post. Grande abraço ao Grão Vasco!

    ResponderEliminar
  2. eu adorava ir a um prorama desses,tenho a certesa que no fim de 15 minutos de conversa ficava sósinho em estudio.Humilhava-os com poucas frases.eu já há muitos anos não vejo jana dessa,adorava era estar cara a cara com esses 3 inergumnus só pedia 5 minutos .sei um podre do laarto que eesse nunca mais punha lá os pes.

    ResponderEliminar
  3. benfiquista a serio26 janeiro, 2012 00:44

    caro master e amigos benfiquistas,

    e o que mais me revolta é a nossa direção nada dizer nem fazer. sr. vieira defenda os nossos. o grande EUSEBIO não merece essas canalhices feitas por individuos sem a minima classe. basta| sr. vieira tome atitudes perantes essas canalhices que nos fazem. quem são esses individuos para dizerem essas canalhices num canal publico paga«o por todos nós.

    ResponderEliminar
  4. Concordo com os comentadores que há histórias que não se contam e, se o Eusébio não terá sido o único a ter uma atitude destas frente ao seu clube do coração, terá sido o único a assumir.

    Miguel Guedes, o comentador portista, sequioso que é por encontrar inverdades desportivas na história de clubes de futebol além do seu, tentou criar dois casos. Um de falsidade desportiva, outro de subserviência jornalística.

    Talvez o Miguel Guedes não saiba o seguinte:
    - Em 1976-77, o Benfica sagrou-se campeão nacional com 9 pontos de avanço (eram 2 pontos por vitória), obtendo 23 vitórias, 5 empates e 2 derrotas em 30 jornadas;
    - O resultado do tal jogo foi 2-2;
    - Nessa época, em 12 jogos ao serviço do Beira-Mar, o Eusébio marcou apenas 3 golos.

    Talvez não lhe interesse saber!

    by: João Tomaz

    ResponderEliminar
  5. e que tal um mail bomb de todos os benfiquistas a essa estação televisiva, paga com os nossos impostos? uma vergonha, que o estado ande a sustentar palhaços que põem em causa o bom nome de um dos poucos símbolos portugueses a nível internacional.

    quando o Grande Eusébio foi internado, até foi notícia nos jornais da Bélgica, onde vivo. Tal é a importância do homem a nível internacional.

    RTP privatizada, já.

    ResponderEliminar
  6. Ha que dar as estes porcos paparoca de urso servida com pau de marmeleiro.

    ResponderEliminar
  7. SUGESTÃO de um leitor

    Mensagem Estou absolutamente de acordo com o post sobre a garotice no trio ataque da RTP-N onde passaram parte de uma entrevista de Eusébio fora de contexto e numa conjuntura totalmente distinta. A minha sugestão é enviarem RECLAMAÇÃO ao Provedor da RTP, foi o que fiz na noite de 3ªfeira. Miguel Guedes foi asqueroso.
    Saudações benfiquistas

    http://195.245.168.15/wportal/grupo/provedor_tv/enviarmensagem.php

    ResponderEliminar
  8. Ate quando e que os dirigentes do nosso clube vao deixar a tripaelistas fazer pouco do grande simbolo de Portugal? Ate parece que eles ajudam um pouco.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares

Pinto da Costa ARRASADO na RTP

Júlio Machado Vaz e Rui Oliveira e Costa respondem à CALÚNIA (aqui) de Pinto da Costa: "O Benfica era o clube do fascismo".

Veja, no final do video, a brutal resposta ao pirralho do Guedes: "Tens sorte porque ganhaste em liberdade, mas se tivesses perdido também tinhas sorte, sabes?!"

Para que conste: o SLBenfica teve na sua direcção homens como Cosme Damião, Félix Bermudes, Manuel da Conceição Afonso, João Tamagnini Barbosa e Borges Coutinho, notórios democratas, homens de esquerda, sindicalistas e activistas. Em 33 presidentes da Direcção, o Benfica só teve 1 elemento ligado ao Estado Novo: Mário Madeira, mas e só depois de este ter deixado o cargo de governador civil de Setúbal.

No FCPorto é uma chusma deles ligados ao Fascismo! Presidentes da Direcção do FCP e em promiscuidade com cargos como deputados da União Nacional: Urgel Horta, Cesário Bonito, Ângelo Veloso; e ministro de Instrução: Augusto Pires de Lima. Para lá de outros pertencentes ao Fascismo Regiona…

António Oliveira faz denúncias GRAVÍSSIMAS

"Mário Figueiredo foi o único que tentou quebrar o totalitarismo do poder" - referiuAntónio Oliveira este domingo no Trio de Ataque.

Afirmou que Luís Duque está a prazo como presidente da Liga... "ele foi juntar-se à "pandilha" que continua a governar totalitáriamente e a mandar no futebol português, não deixando que o futebol passe desta pasmaceira, desta agonia".. disse.

Oliveira acusa a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e várias empresas de, deliberadamente, terem boicotado os patrocínios à Liga de Mário Figueiredo.

Calúnia é crime! Isto não pode passar em claro

Pinto da Costa na Afurada  11 Maio 2012"O Benfica era o clube do fascismo!"




A propaganda nazi sabia que “uma mentira repetida mil vezes se tornava verdade”. Era o que dizia o senhor Goebbels, o sinistro ministro da propaganda de Hitler. Pinto da Costa, há anos que lê da mesma cartilha e usa os mesmos métodos. Por exemplo, à força de repetir que o “seu” clube foi fundado em 1893, quando na verdade foi fundado apenas em 1906. (comprovar aqui - e no video)
O Sr. Pinto da Costa montou uma ficção e vive nela. Ao contrário dos rivais de Lisboa, que escolheram animais existentes para símbolo dos seus clubes (a águia e o leão), o Sr. Pinto da Costa inventou um animal mitológico e faz crer aos portistas que ele existe: um dragão! Ora os dragões têm referido repetidamente que o Benfica ganhava sempre no passado porque era “o clube do Regime”, e agora o seu Chefe chegou ao desplante de dizer que era “o clube do Fascismo”! A calúnia é crime, meus senhores, e o Benfica devia pôr um proc…

O túnel da Madalena - O túnel da corrupção!

O túnel da “Madalena”, cujo início da construção data de meados da década de 80 do século passado, é uma cópia fiel, mas muito mais refinada, de um, bem mais antigo, o das Antas - esse túnel tenebroso onde se simulava a sodomização dos árbitros e que foi um altar de mêdo, boçalidade, coacção e violência.

Um túnel apetrechado com um sistema de fios condutores “com tecnologia de ponta”, onde todas as chamadas telefónicas partiam ou chegavam à cabine controleira de Giorgio.

Augusto Duarte e António Araújo, suspeitos aventureiros da noite, atravessaram-no, seguindo sempre, sempre em frente, e numa escuridão total, sem um único clarão, trouxeram do seu interior o envelope mágico, uma simples folha de papel que à luz do dia se transformou em cinco notas de quinhentos euros.

Jacinto Paixão, José Chilrito e Manuel Quadrado provaram no lusco-fusco desse túnel, os sabores de sexo oferecido, numa volúpia louca e corrupta de triste desfecho.

Martins dos Santos, ao palmilhá-lo com subserviência dur…

Amigos, é ainda PIOR !!

Afinal não era a troika, é o bando dos quatro: o cancro, o ministro, o pusilânime... e o corrupto!!


Agora sim, o quarteto está completo e não falta ninguém.. sim, nem a Judite de Sousa - aquela dos deveres conjugais, que privou o Seara (coitado) de assistir à final da Taça da Liga!. Mas que raio de benfiquista é este?!?
Adenda 1: Só falta mesmo o Pedro Proença! Adenda 2: Confirmação da noticia

António-Pedro Vasconcelos: Rival ou inimigo?

Perante o silêncio cúmplice com que a Direcção do SCP e a maioria dos comentadores afectos ao clube de Alvalade acompanharam, nestes últimos anos, os castigos do processo do Apito Final e as absolvições do Apito Dourado, muitas vezes me tenho perguntado: será que já não há sportinguistas decentes, que não confundem o RIVAL com o INIMIGO?





Nestes últimos anos, depois de Dias da Cunha ter denunciado o SISTEMA e ter chamado os bois pelos nomes, a cumplicidade com o FCP por parte das direcções que se lhe seguiram (Filipe Soares Franco e, agora, Bettencourt) foi demasiado evidente: o inimigo era o Benfica e tudo o que servisse para atacar o Glorioso era bem-vindo, nem que para isso tivessem que pactuar com a batota e associar-se ao clube cujo presidente se gaba de ter deixado Bettencourt de mão estendida e lhes levou o Ruben Micael, o Moutinho e mesmo o treinador que eles julgavam que iam exibir este ano como um D. Sebastião: o Villas-Boas. E tudo o Porto levou!

A cumplicidade era tão gran…

Obra-prima de Talisca

Benfica 1-0 Rio Ave

«Bruno de Carvalho devia ir para o manicómio» Dias da Cunha

Dias da Cunha disse, nesta quinta-feira, que Bruno de Carvalho "devia ir para o manicómio". Em declarações à Antena 1, o ex-presidente do Sporting considera que a ida de Jorge Jesus para o Sporting é "absolutamente inacreditável".